Audiência Pública da Corregedoria aconteceu no plenário da Câmara Municipal
05 de abril de 2022

Cabrália – Audiência Pública da Corregedoria acontece no plenário da Câmara

A Audiência pública presidida pelo desembargador Jatahy Júnior ( corregedor das comarcas do interior), aconteceu nesta terça-feira (05), por volta das 11h20, no Plenário Manoel Bonfim Monteiro. Durante o evento, foram expostas as diretrizes da atual gestão e colhida a oitiva dos magistrados, membros do Ministério Público, advogados e representantes da sociedade.

Estiveram presentes, secretários municipais, vereadores, representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, comunidade indígena, Conselho Tutelar, Fórum, cartório e membros da comunidade.

Compondo a mesa, o corregedor Jatahy Junior, a Presidente da Câmara – Rita Soraia Alves, juíza de direito de Cabrália – Tarcísia Elias, Hélio Lima – Procurador Geral de Cabrália (representante do prefeito Agnelo Santos), Cristiane Salvatore, Cássio Miranda, Alberto Raimundo, Tenente Coronel PM Alexandre Costa e Souza, Andrea Gomes, Carlos Alexandre Gimenes, Bruno Gontijo, Capitão PM Fabrício Carlos, representante da Secretaria de Assuntos indígenas – Janete Santos Ferreira, a 1ª dama e Secretária de Administração – Lauren Léllis, o vice-prefeito, Carlos Lero e o Delegado da Polícia Civil – Wendel Ferreira.

O desembargador Jatahy Júnior iniciou a audiência cumprimentando as autoridades presentes e membros das instituições e comunidade local. Ele assumiu a corregedoria em fevereiro deste ano: “O magistrado é um agente público e como tal, tem que ser observado, sejam os judiciais e extras judiciais. Tem a função delegada e precisam ter em mente que devem prestar um bom serviço à comunidade”, disse.
Com 35 anos de magistratura, o corregedor diz que o objetivo da corregedoria é de apoio e orientação e tem a obrigação constitucional e legal de punição, caso se faça necessário.

“Para nós, é um prazer e um orgulho essa casa ter sido escolhida para a realização de um evento dessa magnitude”, diz a presidente da Câmara, Rita Soraia Alves.

A juíza titular da comarca de Santa Cruz Cabrália, Tarcísia Elias, agradeceu a comunidade, a vereadora Soraia Alves e Lauren Léllis – Secretária de Administração que, segundo ela, recebeu apoio de ambas quando estava em busca de um local para a realização do evento.

O procurador Geral de Santa Cruz Cabrália, Hélio Lima, ressaltou o bom trabalho prestado pela juíza Tarcísia Elias: “Ela é uma das mais sérias da Bahia, mas peço mais um juiz (a) para o município. A juíza Tarcísia não pode ficar mais tempo sozinha”, disse o procurador que ainda afirmou que, julgar é uma arte que não é fácil. Ele repassou aos presentes, o pedido de desculpas do Prefeito Agnelo Santos por não poder comparecer à audiência. O chefe do Executivo esteve representado pela 1ª dama Lauren Léllis e o procurador Hélio Lima.

“Cabrália tem hoje aqui na mesa os três poderes: executivo, legislativo e o judiciário. Afirmo que o maior parceiro do juiz é o advogado. Tenho um filho advogado e sei das agruras que os advogados passam”, diz Alberto Raimundo.

O corregedor da região de Itapetinga, Cássio Miranda, iniciou a fala saudando a vereadora Rita Soraia e afirmou que, o serviço deles consiste na busca incessante da verdade: “Quando a verdade formal e a verdade real se aproximam, fica fácil o trabalho do juiz. Dar a cada um o que é seu, consiste em fazer justiça”.

A juíza Tarcísia elogiou o trabalho do Executivo local no quesito da regularização fundiária: “O mundo está digital. Precisamos que as pessoas tenham os imóveis regularizados. Sem isso, elas não têm acesso aos benefícios disponíveis oferecidos pelo governo. Ainda bem que temos um prefeito e uma procuradoria municipal, empenhados na regularização de títulos/fundiária”.

“Vamos pegar as boas práticas daqui de Cabrália e levar para outros lugares”, afirmou o corregedor Jatahy Júnior, referindo-se ao serviço de regularização de títulos.